segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

ARROZ DE CENOURA,COENTROS E SALSA.


OLÁ!
fiz este arrozinho para acompanhar carapau frito.

num tachinho fiz como habitualmente..
cebola/alho/colorau/louro/azeite...jnutei cenoura picadinha,coentros e salsa.
juntei agua e deixei ferver.
pus o arroz a cozer..depois de cozido deixei apurar.

ficou optimo!

feliz resto de dia!

vivie*

15 comentários:

  1. Só pode estar optimo, uma coisa tão boa, um petisco.
    Bjns

    ResponderEliminar
  2. Estou divulgando meu novo blog
    www.gastronomiaefotografia.blogspot.com
    Se puder da uma passada lá!

    Atenciosamente
    Tati

    ResponderEliminar
  3. Não gosto de arroz branco seco, mas se tiver legumes já como bem :)

    ResponderEliminar
  4. nunca cozinhei com coentros a não ser em marisco !
    e como adoro , tenho que experimentar.

    bjka

    ResponderEliminar
  5. Hummm, que arrozinho tão bom!!!
    Bjs,
    M.

    ResponderEliminar
  6. Este arrozinho tem msm bom aspecto! Eu ca adoro arroz e tb estou sempre a inventar!

    ResponderEliminar
  7. A cozinha não é o meu forte:(, mas sou boa a comer:)É pena não poder cheirar, ou provar, porque o aspecto é óptimo...

    O meu assunto, porém, é outro:

    Trata-se de decidir sobre a guarda dos filhos, em caso de separação: guarda à mãe (que é normalmente, a figura de referência da criança), ao pai (que é, muitas vezes, aquele que oferece melhores condições), ou conjunta? Pode um juíz decidir por esta última, contra a vontade de um casal que acaba de se separar? Pode decidir pelo pai, ainda que nada haja a apontar à mãe?

    Palavras sábias de um pai que ganhou, em tribunal, a custódia dos filhos: A tutela dos filhos é um empreendimento para a vida; não pode ser gerido por dois sócios que não se entendem. As pessoas não conseguem deixar de usar o seu poder para anular decisões e exercer pressões. É preferível que só um dos pais tenha a tutela, por muito que isso custe ao outro. A educação de uma criança não é passível de falhas.'

    Ponhamos a mão na consciência: se a lei não permite que se separe as crianças de junto dos seus pais, mesmo que estes vivam em fracas condições, porque razão há-de um juíz atribuir a guarda ao progenitor que ofereça melhores condições? É este o superior interesse da criança?!

    Eis a minha petição pela salvaguarda daquilo que eu entendo ser um direito NATURAL das mães (desde que estas tenham o MÍNIMO de condições e se revelem BOAS -mas não perfeitas, claro- mães).

    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575

    ResponderEliminar
  8. Hummmm, acho que ceguei, com tanta coisa boa,,,
    Não tendes vergonha de mostrar este pecados divinais? ;D
    Ontem tanbém fiz arroz de cenoura, adoro...
    Tem tudo muito bom aspecto
    Jinhos fofos

    ResponderEliminar
  9. Esse arrozinho tem cá um aspecto!! :) adorei! bjinhos linda

    ResponderEliminar
  10. que delicia o arrozinho e o peixinho....bj

    ResponderEliminar
  11. Um arroz simples e saboroso para acompanhar seja carne ou peixe
    bjs

    ResponderEliminar
  12. este arroz e tao bom. eu sou doiada por arrzo
    acompanhava quase tudo ca em casa se me dessem trelha :-)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Adorei esse arroz,....fantástico...delicioso...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Esse arrozinho ficou maravilha e com esse peixinho, td de bom mesmo. beijinhos

    ResponderEliminar

Grata pela Visita e Comentários!